Loading...

domingo, 25 de outubro de 2009

1 Samuel - Capitulo 1 - Estudo


Elcana, efraimita (da tribo de Efraim) foi casado com 02 mulheres, Ana e Penina. Penina havia dado a Elcana vários filhos, enquanto que Ana a amada era estéril. Elcana era homem temente à Deus e anualmente levava suas ofertas para o templo em Siló, onde os filhos de Eli, Hofni e Finéias exerciam o sacerdócio.

Revelação: O útero de Ana representa a igreja que não gera vida. O papel da igreja é gerar vida e vida em abundância (João 10.10), mas nos dias de Elcana, Ana e Eli, o templo estava cheio de morte (Rm 6:23) por causa dos pecados de Hofni e finéias. Esta escrito que naqueles dias a palavra do Senhor era mui rara ; e as visões não eram freqüentes (1Sm3:1). Ana tem seu filho, Samuel gerado por dois atos proféticos que quebraram o poder da "morte" no útero, a oferta no altar e a palavra profética no sacerdote. Ana faz o seu voto (oferta o próprio filho que pede à Deus) e Eli declara: "Vai-te em paz, e o Deus de Israel te conceda a petição que lhe fizeste". Esses 02 atos proféticos unidos com a ação debaixo da palavra (envio) de Ana (1Sm 1.19"...Elcana coabitou com Ana sua mulher...") trouxeram a existência o milagre. Ana fica grávida do futuro profeta de Israel, Samuel. Ele que não era da tribo de Levi, ou seja, não era da linhagem de Arão e que pelo costume não teria direito ao sacerdócio, mas Samuel nasce marcado com o poder que venceu a morte no útero para trazer de volta vida espiritual a Israel e vencer a morte que é fruto do pecado.

Ana entrega seu voto. Samuel não mais lhe pertence, mas depois de desmamado, ela o leva como oferta ao templo, as mãos de Eli, para que ali servi ao Senhor todos os dias de sua vida.

2 comentários:

  1. amei esse estudo me ajudou muito no estudo de um ministração

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente Arrebentou Meu Caro ! Forte Essa Palavra...Fortissima.

    ResponderExcluir